29 de nov de 2010

Fim.

No escuro, tentar localizar um único foco de luz. Na luz, ficar cego, sem rumo, e com os olhos embaçados. Quem sabe, isso apenas seja um final de que a vida quer o tempo todo me apunhalar pelas costas. Não a vejo, a realidade... Não a sinto. Meus olhos estão se apagando mais e mais, pouco a pouco. Talvez seja porque devo fechá-los eternamente.

3 comentários:

Além da imagem disse...

como você disse, *talvez. talvez você deva abri-los novamente, mesmo na escuridão.

Fernanda disse...

Se entregar é tão mais fácil.

LÕRÉÑÁ - disse...

Menina que belas palavras*o*
Nossa me identifiquei muito com seu blog !
este é o meu
http://sao-coisas-de-garotas.blogspot.com/
bjoos. de sua NOVA seguidora ;]